quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

a gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar.


Por favor, eu quero um copo de força, outro de sabedoria, outro de vontade de continuar, outro de felicidade e outro de certeza. Não, pensando bem... me traga dois de felicidade, no lugar de só um. E retire da minha mesa a vontade enorme de voltar pra casa. Retire também o que me causa tanta dor, o que me causa lágrimas e toda a saudade em farelos que você puder juntar.

Não, não tenho acompanhante. Sou só eu.

Sim, irei dar um tempo na minha vida, de tudo o que me cerca. No momento só me restam dúvidas em tudo e todo pensamento que tenho. Mas se meus copos de vida chegarem, peço que me avise o mais rápido possível, ando precisando de um rumo.

Enquanto isso, sigo assim... Doce solidão, foge que eu te encontro, que eu já tenho asas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário