terça-feira, 30 de novembro de 2010

universalmentefalando.



I saw your face
Elegant and tired
Cut up from the chase
Still I so admired
Bloodshot your smile
Delicate and wild
Give me she wolf style
Rip right thru me

domingo, 28 de novembro de 2010

"Há nada como um dia; Após o outro dia; Pro meu coração"



Quando a gente namora, não vê a hora de morar juntos e viver juntos e tudo juntos. Passam o dia todo juntinhos e quando chega a noite e cada um vai para a sua casa, da aquela saudade e aquele sentimento de: fica aqui, dorme aqui comigo e amanhã vamos passar mais um dia juntinhos. É bom, né? Pensar assim e esperar essa hora chegar. Mas quando chega, você percebe que "casamento" é uma coisa louca! Por um lado, é ótimo... risadas, companhia, proteção, segurança, manias, dormindo abraçadinho, sexo quase todo dia (passou 2 dias sem, já fica meio louca), tudo em conjunto... acordar juntos então? Tão bom! Mas ai, vem o outro lado... homem é porco, mulher é chata com gente porca. Homem é meio desligado, mulher, mais uma vez, é chata com gente desligada. Homem consegue ser muito irritante, e a mulher? Pois é... Homem é assim e mulher é assado. Duas criaturas extremamente diferentes. 
Tão comum tu ficar junto com uma pessoa o suficiente pra saber cada parte dela. Quando ela fica braba e muda o tom de voz; quando diz que não está com sono, mas você conhece aquela carinha; quando tá mentindo; quando quer sexo; quando está com fome... tantas coisas que fazem você se apaixonar perdidamente. Mas assim você conhece também, os seus defeitos. Às vezes, a pessoa faz algo que, quando você a namorava em casa separada, nunca imaginou que ela faria tal coisa, e ai... que decepção! "Como assim? Você fez isso comigo mesmo? Não pode ser! Foi só te conhecer melhor e... tchãn!" Aiai, dói no coração quando isso acontece. E ai, minha amiga, você pensa: "homens... ai que ódio de homens!" Mas é assim mesmo... você que escolheu seguir esse caminho. E quem vive sem, né? 
Não gosto do seu jeito assim... não gosto de quando faz assim... não gosto de quando fala assim.... loucura. Casamento é MESMO, uma coisa meio louca. Olha que eu não sou casada, mas é como se fosse, né? Moramos juntos, mas ainda somos namorados, lindos, apaixonados, com tesão até na ponta dos dedos. Sexo bom é aqui mesmo, a gente tem uma conexão muito forte, muita química e essas coisas assim. 
Porra, é muito difícil essa coisa de: eu te amo tanto, mas você é tão difícil de lidar! Como faz?? Ok, resolvemos que não queremos ficar separados. Já chega de: "vai embora!" "vou mesmo!"... "desce, vamos conversar?" "volta pra casa?" É um saco essa coisa... Tu ama até doer o peito, mas os machucados são tão frequentes. Então, o negócio é o seguinte: se os dois cabeças duras não entenderem tais coisas que precisam ser entendidas, vai cada um para sua casa. Assim, tem seu espaço, tem sua saudade e sexo, aposto que vai ser até melhor do que já é. Coisa que não dá, é perder. Terminar um namoro, com amor existente entre as duas pessoas, não rola. 
Sabe aquele filme "Separados Pelo Casamento"? Todos os casais que pensam em morar juntos, sem casar e sem a coisa fluir naturalmente, sabe? Enfim, essas pessoas PRECISAM assistir à esse filme. Nenhum filme representa tanto a vida real do jeito que ela realmente é. Brigam por coisas que acontece na rotina, que não está certo, terminam mesmo se amando e depois de tempos se reencontram. E ai? Ah sim, o amor. Não dá pra parar de amar alguém. Isso não dá. Amor é uma coisa estranha. Você pensa que vai morrer se não ter a pessoa, sofre até os rins, passa um tempo... "estou amando o joão. pedro? ah, esse é passado!" Mas eu tenho a seguinte ideia: quando isso acontece, é porque o amor não era tããããoooo verdadeiro assim. Acho que, o primeiro amor é meio que pra sempre assim. Terminar é tão doloroso, credo! Lágrimas demais, dores demais. Quando mora junto, então? Ah, é horrível! Arruma as malas, tira tudo do guarda roupas, guarda os filmes, tira os perfumes do meio dos seus, tira a escova de dentes que antes ficava grudadinha com a sua, fica tudo assim, tão vazio.  Mas sabe? Pode até terminar, mas se for pra ficar junto, vai ficar!
E ai, seu Ricardo Ribeiro da Silva, não deixe nunca que eu escape dos seus braços. 


Love, Andie.

  

niiiiiiiiiiice


alô, vida boa?

sábado, 27 de novembro de 2010

bem na real... parte 2


Eu não posso te dizer o que realmente é 

Eu só posso dizer qual é a sensação

E agora é uma faca de aço no meu tubo

Não posso respirar, mas lutarei enquanto puder lutar 
Enquanto o errado parecer certo, é como se eu
estivesse em um vôo 
Eu ofereço um amor, bêbado de meu ódio 
É como se eu estivesse fumando tinta 

e quanto mais eu sofro, mais eu amo

Eu me sufoco 

Não posso amortecer a queda, 
estou prestes a me afogar, 
ela me ressuscita

Caralho ela me odeia e eu adoro isso

Espere! 

Para onde você vai? 

Eu estou deixando você
Não, você não vai
Volte
Nós estamos correndo de volta, 
Aqui vamos nós de novo, é tão louco 
Porque quando ela está indo bem, está ótimo 
Eu sou o Super-homem, com o vento nas costas
Ela é a Lois Lane 
Mas quando é ruim, é horrível
Eu me sinto tão envergonhado 
Droga!
Quem é aquele cara? 
Eu nem sei o nome dele
Eu coloquei minhas mãos nele,
Eu nunca vou abaixar tanto novamente 
Eu acho que eu não conheço minha própria força 

Você já amou alguém tanto 

Que você mal consegue respirar

Quando você está com eles? 

Você encontra 
E nenhum de vocês 
Nem sequer sabem o que os atingiu
Tenho aquela estranha sensação quente
Sim, os arrepios
Eu costumava ter
Agora você está ficando com um puta cansaço
De olhar para eles
Você jura que nunca bateu neles
Nunca fez nada para ferir eles
Agora você estão cara a cara
Espalhando veneno
E essas palavras
Quando você as cuspiu
Vocês empurram
E puxam o cabelo um do outro
Arranha, agarra, bate neles
Joga eles no chão
Dá um nocaute
Tão perdido nos momentos 
Quando está dentro deles
É a loucura com que os grandes
Controlam vocês dois
Então eles dizem que é melhor
Seguir caminhos separados
Acho que eles não conhecem você
Porque hoje 
Isso foi ontem
O dia de ontem terminou
É um dia diferente 
Parece um disco arranhado
Tocando repetidamente
Mas você prometeu a ela 
Da próxima vez que você mostrar restrição
Você não terá outra chance
A vida não é um jogo de Nintendo
Mas você mentiu de novo 
Agora você pode vê-la ir embora
Pela janela
Acho que é por isso que eles chamam de vidraça 

Agora eu sei que dissemos coisas

Fizemos coisas 

Que não tínhamos a intenção de fazer

E nós voltamos
Para os mesmos padrões
Mesma rotina
Mas seu temperamento é tão ruim
Quanto o meu
Você é igual a mim
Mas quando se trata de amor
Você é tão cego 
Baby, por favor, volte
Não foi você
Amor, fui eu
Talvez o nosso relacionamento 
Não seja tão louco quanto parece 
Talvez seja isso que acontece 
Quando um tornado encontra um vulcão 
Só sei que
Eu te amo muito
Para ir embora agora
Vamos entrar
Tire as suas malas da calçada
Você não ouve sinceridade 
Na minha voz quando eu falo?
Disse que é culpa minha
Me olhe nos olhos
Da próxima vez que eu estiver chateado
Eu vou apontar meu punho
Pra parede
Da próxima vez
Não haverá próxima vez 
Peço desculpas
Embora eu saiba que é mentira 
Estou cansado dos jogos
Eu só quero ela de volta
Eu sei que sou um mentiroso 
Mas, porra, se ela tentar ir embora de novo
Eu vou amarrá-la na cama 
E tocar fogo na casa
Só vou



Só vai ficar aí e me ver queimar

Mas tudo bem porque eu gosto do jeito que dói

Só vai ficar aí e me ouvir chorar

Mas está tudo bem pois eu amo o jeito que você mente
Eu amo o jeito que você mente
Eu amo o jeito que você mente

bem na real...




Podia ser tudo simples
mas você prefere dificultar
Amar você é como uma batalha
E nós dois terminamos com cicatrizes
Diga-me, quem eu tenho que ser
para ter um pouco de reciprocidade?
Ningém te ama mais do que eu
e ninguém nunca amará

Não importa o quanto eu ache que crescemos
você sempre parece me deixar
saber que não está dando certo
não está dando certo
E quando eu tento ir embora
você se machuca para me fazer ficar
isso é loucura
isso é loucura

Eu continuo deixando você voltar

Como eu posso me explicar
o quanto doloroso isso tem sido?
Eu apenas não posso estar com mais ninguém
Veja, eu sei o que temos que fazer
você deixa passar e eu também
porque ninguém me machuca
mais do que você e ninguém nunca machucará
Não importa o quanto eu ache que crescemos
você sempre parece me deixar
saber que não está dando certo
não está dando certo
E quando eu tento ir embora
você se machuca para me fazer ficar
isso é loucura
isso é loucura

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

just


I know it's not your fault, but I'm a locked door
any time I'm a mess by someone before
And I wish that I, I could find a key
to unlock all the things you want us to be

PLOP





Aquela sensação de arrependimento... que Deus me ajude ser só tpm.




Vou me esquecer no brigadeiro e depois pintar as unhas.




Melhora?

what?

Às vezes eu paro e penso: O que eu ainda espero?

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

sohot



You enter slowly
You know my room
You crawl your knees off
Then you shake my tomb

doismileonze


Faz tempo que não posto algo interessante aqui. Tá corrido lá no trabalho... pelo menos aprendi a costurar hahaha
Estamos fazendo um projeto bem legal lá nos Correios... cada pessoa lá da gevar, recebeu um papel colorido e nele escreveu o que deseja para o ano de 2011, ai esses papéis estão sendo transformados em Tsurus, que vão ser pendurados no pinheirinho de Natal. Lindo! Escolhi um papel rosa pink e escrevi várias coisas que espero ter no próximo ano.
Loucura, né? 2011 já! Tão rápido. Esse ano foi muito bom. Diferente ao extremo assim. No meu tsuru não pedi nada pra mim, só para o mundo. Cansei de tanta falsidade, tanta guerra, tanto sofrimento... 2011 precisa ser diferente! Na minha vida, só quero que Deus se encarregue de fazer da melhor maneira; no final, tudo acaba bem, não é?
Mas seria muito bom se Deus fizesse assim:
- aumentasse o meu salário
- colocasse um apto lindo e barato pra alugar, no meu caminho
- fizesse meu namoro estar sempre bom e sem brigas besteirinhas blablabla
- fizesse eu criar coragem e enfim decidir o que eu quero da minha vida

É, tá bom. O que eu quero da minha vida... Sei lá. Eu quero terminar meu curso de publicidade e propaganda, fazer uma pós em eventos, abrir uma floricultura, casar e ser mãe. Pode isso? Ô meu Deus, ainda não sei... parece que tô meio perdida em mim.

Tô no tédio... Alô, Andressa?

terça-feira, 23 de novembro de 2010

ciclos.

Neste ciclo, você perceberá que estará conquistando as coisas com maior facilidade. Mas fique atento, Andressa: este é um momento altamente individualista, e o preço a pagar é que isto pode perturbar um pouco as suas relações afetivas. Não é um momento em que você está com muita disposição para fazer concessões em nenhum de seus relacionamentos, e é possível que nesta fase algumas pessoas lhe acusem de egoísmo. No final das contas, Andressa, é tudo uma questão de proporção: se você souber aproveitar esta "energia a mais" de uma forma consciente e direcionada, canalizando sua agressividade para onde deve, com finalidades úteis e propósitos definidos, tende a ser um excelente período. A idéia deste ciclo de Marte é a da aceleração da vontade pessoal.



Né!

sábado, 20 de novembro de 2010

need you.

A verdade é que eu nem me imagino sem você.
A verdade é que eu não fico sem as suas ligações no meio da tarde dizendo que está cansado.
A verdade é que eu morro por dentro só de pensar em acordar sem você me abraçando.
A verdade é que eu não fico sem nosso sorvete de abacaxi com two and a half men.
A verdade é que eu não fico sem nossas tardes na cama, suados e cansados.
A verdade é que eu não fico sem nossas idas ao cachorro quente e parando em qualquer lugar, menos na nossa casa, quando voltamos.
A verdade é que eu não fico sem o bilhetinho de te amo na geladeira.
A verdade é que eu nunca mais quero ter nenhuma crise de choro porque você saiu pela porta.
A verdade é que eu nunca mais quero conversar com você por 3 horas dentro do carro, embaixo de chuva, falar que vou subir e não conseguir sair do seu abraço.
A verdade é que eu nunca mais quero te deixar ir mesmo sabendo que ambos não querem que isso aconteça.
A verdade é que eu nunca mais quero ouvir você falar: "não quero deixar você sair do carro sabendo que nunca mais vou te ver."
A verdade é que eu nunca mais quero subir pra casa morrendo de vontade de voltar e te dar mais um beijo como aquele que você me deu antes de ir.
A verdade é que eu nunca mais quero receber mensagem sua falando: "eu volto se você quiser", e logo depois te ligar dizendo: "eu quero! volta?"
A verdade é que eu nunca mais vou te deixar ir.

time.



às vezes dar um tempo é o melhor que fazemos para tudo voltar ao seu lugar.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

oi...

...super enorme e grandiosa vontade de chorar.

bad

E quando a gente nem reconhece a pessoa que mora conosco?
Complicado...
Que dor. Que estranho.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

rlbmut

tumblr é uma coisa bem bonitinha, né?



tumblr da andie :)

pensamentos.

Eu sou chata! É... o negócio é que eu sou chata, mesmo. Não gosto de gente mole, é isso.
Às vezes tem aquela pessoa que anda fazendo a coisa de um modo errado. Ou talvez para ela, esteja sendo bem certo. Mas ai você pensa: "Ah, se a criatura olhasse a vida dela aqui de fora!"
Tenho uma vontade de falar tipo: "Alô, a vida é agora. Vai esperar até quando?"
Fico pensando: "Meu Deus, como se acostuma tanto com a vida assim? Medo de uma rotina diferente, talvez. É bem mais fácil o cômodo, né?"
Sei lá... Talvez eu seja chata.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

terça-feira, 9 de novembro de 2010

free.


Na real, eu queria vir aqui e escrever várias coisas, um texto foda, ou sei lá... Mas no final, sempre acabo falando da minha vida e ai... "ó, a andie falando sobre a vida dela de novo". Não que eu queira falar da vida alheia, mas ando tão sem ideias. Meu "trabalho de publicitária" anda comendo muito minha imaginação. Tem essa coisa? De imaginação limitada? Preciso fazer mais 3 modelos de cartão de Natal, mas gostei tanto do primeiro modelo que eu fiz, que não consigo pensar em nenhum outro =[
Tá muito calor aqui na capitarrr e meu pé tá todo fodido com um calinho que saiu embaixo... argh!
Não consigo nem olhar para o CorelDraw, mas ok... uma hora vou ter que ceder a ele!
Minha vida tá toda bonitinha nesses últimos dias. Verdade.. tá sim.
To muito bem com meu namorado, minha casa tá gostosinha, tá calor e minha mãe, meu padrasto e meu MIMIMIMI lindo irmão chegam na sexta-feira. Meu Deuuuuuuuuuuuuuuuus, como eu estou com saudades!!! Saudade demais! E pra ficar mais legal, a minha sogrinha linda vem também! Hmm x) que delícia! *.*
Preciso muito, tipo urgente assim, comprar roupas. Minhas camisas se resumiram em: snoopy, banda do meu primo e grêmio. Que tristeza! Acabaram as roupas que me servem. Preciso de algo bonito e que me sirva, para trabalhar... hunf.
To me sentindo meio 15 anos hoje. Sabe quando a gente tem vontade de faltar aula pra ficar com o namorado? Então! Quero ir pra casa, hoje ele está de folga :~
Eu quero muito fazer umas tatuagens e mudar o cabelo (CABELO NÃO, ANDRESSA!) Tá, o cabelo não... Porque depois eu quero que ele cresça rapidamente e odeio isso. Tenho essa vontade de cabelo porque eu ODEIO cabelo médio (no ombro) e o meu está assim. Mas eu sei que se eu mexer, daqui um tempo ele vai estar assim novamente e blablabla. Então, quero só fazer tatuagens(s) e quem sabe por um piercing também. Nem que seja no umbigo.
Eu sou assim, sabe? Quando me olho no espelho e vejo que estou igualmente sem graça à ontem, preciso mudar.
Estava aqui combinando com um outro estagiário daqui dos Correios, que trabalha lá no 5° andar com publicidade também, de pegar o notebook e ir fazer os jobs lá na praia, em frente ao mar. AUAHUA não deixa de ser uma boa ideia. Como eu queria trabahar ao ar livre!
Ok, já está na hora de eu me afundar no CorelDraw e no Illustrator. Ainda que hoje é só fazer um deseinho legalzinho... mas, e o cartão de Natal, hein?

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

happy

Ando me sentindo feliz ultimamente.
E o negócio é que essa felicidade tem um só culpado, um só dono...


Quando a esperança de uma noite de amor
Lhe trouxer vontade para viver mais
E a promessa que a chance terminou
É bobagem é melhor deixar pra trás
Eu tô cansado de sofrer,
Quero dançar sentir calor
E poder só olhar o universo em torno de você
Brilhando em vida, sorrindo à toa
Só vibrando amor e paz
Sinto a noite, penso em você
Lembro como é bom amar
Quando você se foi
Choreeei, choreeei, choreeeei
Agora que voltou
Sorri, sorri, sou rei.