segunda-feira, 15 de novembro de 2010

bad

E quando a gente nem reconhece a pessoa que mora conosco?
Complicado...
Que dor. Que estranho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário