sábado, 27 de novembro de 2010

bem na real... parte 2


Eu não posso te dizer o que realmente é 

Eu só posso dizer qual é a sensação

E agora é uma faca de aço no meu tubo

Não posso respirar, mas lutarei enquanto puder lutar 
Enquanto o errado parecer certo, é como se eu
estivesse em um vôo 
Eu ofereço um amor, bêbado de meu ódio 
É como se eu estivesse fumando tinta 

e quanto mais eu sofro, mais eu amo

Eu me sufoco 

Não posso amortecer a queda, 
estou prestes a me afogar, 
ela me ressuscita

Caralho ela me odeia e eu adoro isso

Espere! 

Para onde você vai? 

Eu estou deixando você
Não, você não vai
Volte
Nós estamos correndo de volta, 
Aqui vamos nós de novo, é tão louco 
Porque quando ela está indo bem, está ótimo 
Eu sou o Super-homem, com o vento nas costas
Ela é a Lois Lane 
Mas quando é ruim, é horrível
Eu me sinto tão envergonhado 
Droga!
Quem é aquele cara? 
Eu nem sei o nome dele
Eu coloquei minhas mãos nele,
Eu nunca vou abaixar tanto novamente 
Eu acho que eu não conheço minha própria força 

Você já amou alguém tanto 

Que você mal consegue respirar

Quando você está com eles? 

Você encontra 
E nenhum de vocês 
Nem sequer sabem o que os atingiu
Tenho aquela estranha sensação quente
Sim, os arrepios
Eu costumava ter
Agora você está ficando com um puta cansaço
De olhar para eles
Você jura que nunca bateu neles
Nunca fez nada para ferir eles
Agora você estão cara a cara
Espalhando veneno
E essas palavras
Quando você as cuspiu
Vocês empurram
E puxam o cabelo um do outro
Arranha, agarra, bate neles
Joga eles no chão
Dá um nocaute
Tão perdido nos momentos 
Quando está dentro deles
É a loucura com que os grandes
Controlam vocês dois
Então eles dizem que é melhor
Seguir caminhos separados
Acho que eles não conhecem você
Porque hoje 
Isso foi ontem
O dia de ontem terminou
É um dia diferente 
Parece um disco arranhado
Tocando repetidamente
Mas você prometeu a ela 
Da próxima vez que você mostrar restrição
Você não terá outra chance
A vida não é um jogo de Nintendo
Mas você mentiu de novo 
Agora você pode vê-la ir embora
Pela janela
Acho que é por isso que eles chamam de vidraça 

Agora eu sei que dissemos coisas

Fizemos coisas 

Que não tínhamos a intenção de fazer

E nós voltamos
Para os mesmos padrões
Mesma rotina
Mas seu temperamento é tão ruim
Quanto o meu
Você é igual a mim
Mas quando se trata de amor
Você é tão cego 
Baby, por favor, volte
Não foi você
Amor, fui eu
Talvez o nosso relacionamento 
Não seja tão louco quanto parece 
Talvez seja isso que acontece 
Quando um tornado encontra um vulcão 
Só sei que
Eu te amo muito
Para ir embora agora
Vamos entrar
Tire as suas malas da calçada
Você não ouve sinceridade 
Na minha voz quando eu falo?
Disse que é culpa minha
Me olhe nos olhos
Da próxima vez que eu estiver chateado
Eu vou apontar meu punho
Pra parede
Da próxima vez
Não haverá próxima vez 
Peço desculpas
Embora eu saiba que é mentira 
Estou cansado dos jogos
Eu só quero ela de volta
Eu sei que sou um mentiroso 
Mas, porra, se ela tentar ir embora de novo
Eu vou amarrá-la na cama 
E tocar fogo na casa
Só vou



Só vai ficar aí e me ver queimar

Mas tudo bem porque eu gosto do jeito que dói

Só vai ficar aí e me ouvir chorar

Mas está tudo bem pois eu amo o jeito que você mente
Eu amo o jeito que você mente
Eu amo o jeito que você mente

Nenhum comentário:

Postar um comentário