quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

books.

Bom, já que minha vida anda no tédio total, ando lendo muitos livros. Como não tenho nada pra contar ou vir aqui reclamar, a não ser da minha imensa tristeza - o que eu acho um assunto terrivelmente chato e que poupo tempo até do meu namorado quando ele fala para eu conversar com ele - vou perder um tempo aqui falando dos últimos três livros que li entre semana passada e hoje.

A Sombra do Vento - Carlos Ruiz Zafón



Achei o livro um tanto enrolado, mas bem escrito. As frases são suaves e bonitas. O escritor não deixa passar nada, nem quando fala sobre o tempo, como, mais ou menos: "as lágrimas preguiçosas do sol entravam pela janela entreaberta". Não é exatamente isso, mas é assim, bem escrito. Conta a estória de um menino chamado Daniel Sempere, que quando pequeno é levado pelo seu pai ao Cemitério dos Livros Esquecidos e lá escolhe o livro - A Sombra do Vento, do escritor Julián Carax. Ele simplesmente fica fascinado pela estória e mais tarde, procura saber mais sobre o escritor, a fim de ler seus outros livros, quando descobre que não existe mais nenhum exemplar de nenhum outro livro do escritor. Eles foram queimados por um homem misterioso, chamado Laín Coubert, que também era o nome do demônio, no livro de Julián. O livro desenrola nessa busca para descobrir os porquês dessa história mal contada e o que acontecera com Julián. Com a ajuda de seu ilustre amigo Fermín, um ex-mendigo, que o ajudara uma vez quando levou uma surra e que agora trabalhava na livraria de Daniel e de seu pai.  E claro, ainda tira um tempo para as paixões do guri, seu primeiro beijo, sua primeira transa e seu amor verdadeiro e eterno. Bonito, toda hora cheio de mistérios e histórias surpreedentes, com um final muito bom. Gostei e recomendo.

O Milagre - Nicholas Sparks


Bom, nenhuma novidade de que eu estaria lendo mais uma obra do maravilhoso Nicholas Sparks, né! Confesso que quando comecei o ler, achei bem fraco e sem graça, só falava de cemitério, de resolver um mistério e de um cara nova-iorquino chamado Jeremy, que era muito bonito, inteligente e cult, pro meu gosto, e assim comecei a ler A Sombra do Vento, mas logo que voltei a lê-lo adorei (claro, quando falamos de Nicholas, não existe outro final). O livro foi presente do namorado, com uma dedicatória tão bonita quanto o livro, enfim... não sei se ele sabia da estória ou se escolheu aleatóriamente, mas fala sobre esse tal de Jeremy, o nova-iorquino jornalista, que desvenda casos que todo mundo diz ser bruxaria, fantasmas, videntes e todas essas coisas. Jeremy tem um novo trabalho: desvendar as luzes misteriosas do cemitério de Boone Creek, uma cidadezinha pequena do sul do país. Só não esperava se apaixonar por Lexie, uma bibliotecária que o ajuda em suas pesquisas. No meio do mistério das luzes, Jeremy e Lexie passam pela grande dor e dúvida sobre o relacionamento à distância, visto que ele foi à Boone Creek somente para trabalho e logo voltaria a sua rotina na cidade grande e ela, ficaria ali, na cidade pequena, com sua vida pacata, então, sabendo que já havia se machucado uma vez sobre o mesmo contexto, deixara de lado o amor que estava sentindo, tentou ser forte e esquecer Jeremy. Este, por sua vez, estava completamente apaixonado, mas sabendo que tinha sua vida em Nova York e seu trabalho, o qual havia o deixado uma celebridade, acaba deixando Lexie escapar e volta para casa. Mas chegando em casa, logo volta... ele troca a cidade grande e sua vida glamurosa, larga tudo, para ir ficar com Lexie, em Boone Creek. Surpreende Lexie ao aparecer de surpresa,  bem como aconteceu comigo, meu namorado, à 1h da manhã, largando toda a sua vida lá na cidade grande, pra ficar comigo. Agora moramos em Curitiba e não tem nada de cidade pequena, mas antes eu morava em uma cidade bem pequena de Santa Catarina. E acho que é por isso que gostei tanto do livro. Ah, o amor...

O Sonhador - Ian McEwan


Este já é um livro mais juvenil, o li em uma tarde, é bem curtinho, mas é muito bom. Conta a estória de um menino chamado Peter, que como diz o título, era extremamente sonhador. Vivia sonhando acordado e imaginando mil coisas, tipo, como seria se ele trocasse de corpo com o seu gato ou com o nenem da sua tia Laura. É gostoso de ler e ver como somos engraçados quando crianças e como seria bom se essa magia durasse para sempre.



   Fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário