quarta-feira, 16 de março de 2011

reclamação, parte 21849274892



Enfim, acho que andei perdendo a minha fé.
Não sinto vontade nenhuma de levantar da cama, tão pouco ir dormir para esperar um novo dia.
Já não aguento mais essa vida preta e branca que ando levando.
Não, não é reclamação exagerada ou algo ridículo ou coisa assim... Tá foda.
Todo mundo faz piada, fazem mesmo... "a andie é uma idosa, vai de bengala pra balada", mas eles só fazem piada, porque eu faço também. Tem que rir, né? Se não fode mais ainda.
Agora em abril, meu namorado sai de férias. Vai passar 8 dias fora, vai no show do Deftones, vai se divertir pra caralho. Minhas amigas com certeza vão continuar saindo pra caralho... Não que eu seja uma filha da puta invejosa... não é isso. O fato é que, e eu? De repouso pra caralho. Pra caralho, mesmo.
Acho que o dia que eu acordar sem dor, vou ficar tão feliz que vou me dar o direito de um presente. Um bem legal, bonito e colorido. Mereço. 
Sabe aquela vontade de gritar muito alto, pra ver se passa um pouco da agonia que fica guardada aqui dentro? Como eu tenho.
Sei que ando deixando as pessoas tristes. Ontem quando meu namorado sentou na minha frente, começou a chorar e disse que não tem a minha companhia... ooo colega... foi tipo: "vou ali cortar os pulsos e já volto... ok?". Me senti terrivelmente mal. Entendem o que eu quero dizer? "Oi, eu tenho 20 anos, a única coisa legal do meu dia é ir pra faculdade e a única hora que me sinto feliz é quando chego em casa, de volta da aula. O resto do dia sou completamente tomada pelas dores e assim, perco total a vontade de fazer qualquer coisa. Mas seria muito legal se você não sentasse na minha frente, chorando e reclamando da minha ausência e dizendo que não sabe mais o que fazer. Obrigada."
Pronto, entenderam o meu fundo de poço? Todo mundo tem o seu fundo de poço.
Eu queria muito levantar e dizer foda-se dor, hoje vai ser diferente. Mas ai, eu levanto e tchã! Uma dorzinha aqui e outra ali... aaaaaaaa.
Desculpa o palavreado, mas to puta mesmo.
FODA-SE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário